Viva la vida!

Viva la vida!
Hoje...08

quarta-feira, 23 de março de 2011

Poema- Betânia Uchôa


Uma vez, um amor

Uma vez eu tive um amor, um sonho,
Nasceu numa tarde em pleno outono.
Ficava encantada com seu ar risonho,
E do meu coração, você se fez o dono.

Um amor brando, doce, assim exponho.
Vivia a cantar e a sorrir até no sono,
Quando partia, doía, ficava tristonho
De pensar que podia ficar no abandono.

Esse amor sentido, que era luz, era dor;
Quem podia viver assim, entre mundos,
Do real sentido, desse amor fingidor.

Mas sempre estava ali, esse amor;
Sem fazer sentido, sentido profundo,
E morreu assim, sem um salvador.
Betânia Uchôa

Beijos da amiga
Claudia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mulher gosta...

Mulher gosta de equilíbrio entre o carinho e a malícia.  Entre o espaço e saber estar junto.  Entre segurar a mão e o apertar de cintura....