sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Trecho de "Mulheres de aço e de flores" do Pe. Fábio de Melo

A arquitetura da minha alma é barroca...
Sou fraca...sou forte...sou luz e sou sombra...
Sou de aço e sou de flores...
Sou de barro...sou de lata e sou de ouro. Sou catedral e sou capelinha...
Sou uma mulher de presente único...pretéritos mais-que imperfeitos, na
conjugação dos meus desalentos"...

(Trecho de "Mulheres de aço e de flores" do Pe. Fábio de Melo)

Beijos da amiga
Claudia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anderson Marques

Buscai em seu interior todo e qualquer motivo para não seguir em frente e o destino lhe provará que o maior dos equívocos é ac...