quarta-feira, 19 de maio de 2010

POEMA-CARLOS ALBERTO



MENINA MOLECA, MOLECA
MULHER

MENINA MOLECA, MOLECA MULHER
TÃO SÉRIA, E SAPECA
ESSE
TEU JEITO DE SER

É O DOCE, E O SALGADO
É O MEL, E O FEL
É O
SABOR DO PECADO
É O INFERNO, E O CÉU

TEM MALIÇIA, INOCÊNÇIA
ÉS
O ÓDIO, E O AMOR
TENS NA FORÇA CARÊNÇIA
ÉS A CURA, E A DOR

A
PAIXÃO MAIS ARDENTE
FLÔR A DESABROCHAR
ÉS DO BROTO A SEMENTE
E
VIVER, E AMAR

ÉS MENINA MOLECA,
ÉS MOLECA MULHER.
TENS NA
VOZ TÃO DENGOSA
A BELEZA DAS ROSAS
TENS NO LUME O VIVER

DELICADA,
E MANHOSA
ÉS VORAZ SENSUAL
ÉS SER ILUMINADO
ÉS O BEM
ÉS O
MAL.

(CARLOS ALBERTO)

BEIJOS DA AMIGA
CLAUDIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anderson Marques

Buscai em seu interior todo e qualquer motivo para não seguir em frente e o destino lhe provará que o maior dos equívocos é ac...