terça-feira, 19 de junho de 2012

Poema- Caio Lucas



Carência

Hoje não quero te namorar,
só quero sentar junto,
ficar agarrado te abraçando,
tirar proveito dos teus carinhos.

Preciso muito te querer mais,
faça-me sentir seguro,
quero a certeza de ser amado;
às vezes, também me sinto só.

Quero aninhar em teus braços,
ganhar beijos inocentes no rosto,
ser paparicado, ficar dengoso
não dizer nada, só ficar contigo.

Acolhe-me mais um pouco,
deixe falar das minhas carências,
jogar fora todas aquelas dúvidas,
virar um pouco criança outra vez.

Quero de novo me sentir protegido,
confessar meus medos, pedir ajuda,
matar de vez estas tristezas,
jogar-me na tua vida, ser alegre de novo.

Quero pouco, quero você,
quero tua proteção,
quero o que falta em mim...
Teu amor.
Neste novo dia...
(Caio Lucas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anderson Marques

Buscai em seu interior todo e qualquer motivo para não seguir em frente e o destino lhe provará que o maior dos equívocos é ac...